Cursos

Grandezas e medidas: explorar para compreender

O que é e para que serve uma unidade de medida? Para que e como medir? Que tipo de relações e operações podem ser feitas entre medidas? Como o trabalho com sistemas de medidas pode servir de contexto para a exploração de outros conceitos matemáticos?

O curso Grandezas e medidas: explorar para compreender quer contribuir com algumas possibilidades às questões lançadas. Através da resolução de situações-problema, do contato com práticas inspiradoras e da troca de experiências entre colegas, objetiva-se ampliar e qualificar ações focadas na exploração e compreensão dos conceitos de grandezas e medidas, contemplando desde a construção do número até operações com razões e proporcionalidade.

Escola na Nuvem: ferramentas gratuitas de produção online 

Você já ouviu a expressão “computação na nuvem”? Sabe o que ela quer dizer? Conhecendo ou não seu significado, é muito provável que você já desfrute de diversos benefícios dessa aplicação. A computação na nuvem permite produzir e armazenar documentos multimídia (como textos, fotos, vídeos, infográficos) via ferramentas diretamente na rede (ao invés de instaladas no seu computador), além de acessá-los e compartilhá-los a partir de qualquer dispositivo conectado à Internet. Que tal levar essa novidade para a sua escola e o seu grupo de alunos? Neste curso, aprenderemos mais sobre a computação na nuvem e sobre o pacote Google Apps for Education - um conjunto de recursos online para que alunos e educadores criem, colaborem, compartilhem e “voem alto”.

Fotografia na Aprendizagem: novos olhares para construir o conhecimento

Desde as técnicas artesanais, como a câmera de lata e a fotografia pin hole (“buraco do alfinete”), até a utilização de modernos dispositivos digitais, a fotografia guarda grande potencial pedagógico. Se a imagem remete a leitura, memória, crítica e expressão, a produção de imagens por meio de fotografias alia a esses benefícios um novo letramento, muito promissor ao desenvolvimento pessoal e cognitivo.

Neste MOOC, além de conhecermos técnicas de fotografia e princípios de imagens digitais, exploraremos possibilidades e experiências de uso da fotografia como recurso de aprendizagem, construção e comunicação. Colocaremos, juntos, a “mão na massa” e as câmeras, nas mãos de nossos alunos!

Mudanças de tempos e espaços para a inovação pedagógica

A escola como a conhecemos apresenta uma estrutura de séculos. Carteiras enfileiradas (com alunos que não se olham), um quadro-negro, um professor à frente que explana, crianças e jovens que pouco são convidados a se manifestar, a sala de aula como reduto e horários compartimentados a partir do ensino por áreas são características muito presentes em diversos países, nas diferentes fases da vida acadêmica dos aprendizes. Com que frequência paramos para nos perguntar como esse modelo se estabeleceu? A quem ele serve? Será que de fato beneficia o desenvolvimento dos alunos? Favorece o crescimento intelectual? E como podemos mudar a realidade escolar começando pela nossa sala de aula? Neste curso, faremos uma análise do modelo de escola tradicional para, então, colocarmos em prática ações e estratégias que permitam romper esse paradigma tão consolidado. Conheceremos, ainda, diversas experiências inspiradoras que nos ajudarão nesta importante missão como educadores.

Produção colaborativa do conhecimento: redes para multiplicar e aprender

O mundo digital revolucionou a forma como nos comunicamos e lidamos com a informação, com o tempo e o espaço: ampliou os acessos, rompeu fronteiras, multiplicou dados e os meios de portá-los. Mas, para além dessas conquistas, mudou radicalmente a forma como construímos o conhecimento. A colaboração é uma das mais promissoras possibilidades da chamada Web 2.0 ou segunda geração da Internet. Agora, como aproveitar as potencialidades de toda essa conexão com nossos alunos? O que é necessário para colaborar a partir das redes de informação? Como incentivar as construções coletivas em sala de aula? Como criar redes de colaboração entre alunos de diferentes escolas? Essas e outras questões guiarão o curso “Produção colaborativa de conhecimento: redes para multiplicar e aprender”.

Jogos e brincadeiras: para além da seriação

Jogos e brincadeiras favorecem o desenvolvimento? Estimulam a criatividade? O jogo deve ter caráter didático ou pode ter um fim em si mesmo? Jogos físicos ou digitais podem, além de ser jogados, criados por crianças e jovens? Quais as possibilidades e os limites de uma e de outra forma? Como se relacionam com a multisseriação?

Essas são algumas das indagações que o curso Jogos e Brincadeiras: para além da seriação propõe a você, professor(a). Vamos discutir e analisar a potencialidade de jogos e brincadeiras na constituição da infância, de maneira a estabelecer vínculos cada vez mais frutíferos entre brincar, aprender e crescer.

Alfabetizando na diversidade: por classes mais multisseriadas 

Um leitor de fora da área da Educação poderia se perguntar, diante do título do curso: que loucura é essa de sugerir classes mais multisseriadas? Querem subverter a conquista da seriação, já alcançada pela maior parte do sistema de ensino brasileiro?

Contudo, nós, professores, conhecemos os benefícios da convivência com a diversidade para o desenvolvimento de nossos alunos. Nesta formação, convidamos você a analisar as características das classes multisseriadas e oportunidades de aproveitá-las em prol da aprendizagem dos estudantes, sobretudo no contexto dos processos de alfabetização e de inserção de crianças e jovens no mundo letrado. E então, você está disposto(a) a fortalecer esse time que se propõe a (re)pensar o sistema seriado a partir da diversidade da multisseriação?

Será um imenso prazer contar com sua companhia e com suas contribuições sobre o assunto!

Escolas para todos: inclusão de pessoas com deficiência

A escola contemporânea vem sofrendo uma série de mudanças no intuito de abarcar e valorizar a diversidade humana em seus fluxos. Nesse sentido, diferentes ações governamentais têm sido implementadas buscando promover a inclusão socioescolar de grupos que até então ficavam à margem do processo de ensino regular. Com a publicação da Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva (Brasil, 2008), a qual situa alunos com deficiência também como público-alvo a ser abarcado pela escola comum, desenha-se a escola inclusiva como uma nova realidade brasileira. Neste curso, serão introduzidos e debatidos alguns conceitos básicos sobre o tema, no intuito de instigar você, professor, a refletir sobre os desafios e demandas que surgem nesse novo contexto inclusivo, trazendo inspirações para a inclusão de todos.

Escolas para todos: promovendo uma educação antirracista

Por que precisamos falar sobre educação antirracista? O que é ambiência racial? Lei 10.639, o que temos a ver com isso? Enquanto educador, como posso agir para a efetivação da lei? Neste curso pretendemos refletir sobre as questões apontadas, a fim de que possamos juntos construir possíveis práticas de educação antirracista de acordo com as diferentes realidades educacionais em que vivemos. Convidamo-los, para que, acima de tudo, estejam atentos às suas salas de aula, porque é neste contexto, onde práticas pedagógicas se realizam que o racismo também se expressa de maneira sutil ou não, velado ou evidente. Dessa forma, gostaríamos de oferecer esse espaço para que possamos debater, refletir e repensar nosso fazer pedagógico de forma a tornar nossa ação cada vez mais antirracista.

Avaliação: para quê e como avaliar

É papel da escola auxiliar os alunos no desenvolvimento de diferentes competências. Sendo assim, torna-se fundamental analisarmos a avaliação como um processo contínuo e formativo, como mais uma oportunidade de aprendizagem para o aluno e, ao mesmo tempo, como ponto de reflexão sobre nossa prática docente. E você, professor(a), como pode ajudar a transformar a realidade dos processos avaliativos? Como utilizar, a seu favor e a favor da aprendizagem dos seus alunos, avaliações que permitam diagnosticar problemas e sirvam para a construção de novos conhecimentos? Neste curso, você está convidado a discutir para que e como avaliar, a trabalhar com diferentes abordagens avaliativas e a refletir sobre a avaliação não como fim, mas parte do processo de aprendizagem.

Última atualização: segunda, 31 Jul 2017, 15:17